terça-feira, 11 de junho de 2013

Minha opinião sobre: Funk

Não vou falar mal, porque infelizmente pessoas extremamente inteligentes gostam, eu particularmente não gosto MESMO, do funk carioca, não vou falar de todos, porque quem aqui nunca cantou "éguinha pocotó", "Malha Funk", "Cerol na mão", enfim, são coisas que fazem parte da minha infância, eu dançava, cantava e era feliz,  porém criaram o FUNK CARIOCA, olha que graça, musicas que pessoas cantam livremente por ai, com seus carros e seus sons altos por todos os lados, na frente de casas, praças, lugares em que são frequentados por famílias, muitas vezes crianças acabam escutando essas coisas, e isso não é legal, porque como você explicar pro seu filho algumas letras de funk? Algumas palavras que são ditas em um funk? Eu sinceramente não sei como explicar, e a criança por ser curiosa ela vai perguntar, eu não tenho filhos, mas tenho primos, convivo com crianças, e inevitavelmente com os funkeiros.
Mas não é só pelas crianças que digo isso não, é por tudo, pois quando estou com alguém e chega ou passa algum funkeiro com o som alto do meu lado, eu sinto vergonha, não de deles, mas por eles, vergonha de saber que eles se orgulham de cantar essas coisas, de baixo calão, de saber que meninas dançam isso como se fosse a coisa mais bacana de todos os tempos, isso me faz sentir vergonha...
Na verdade eu não sei o que é pior, Alguém fazer musicas assim, ou pessoas COMPRAREM, sério o que passa na cabeça de vocês quando compram? Satisfação? Alegria?  Ou melhor, por que vocês compram? Porque um cara diz que come todo mundo, e isso faz vocês se sentirem o comedor também? Porque menininhas iludidas vão se esfregar em vocês e só? Isso é ridículo cara... Repense seus conceitos, não é porque você escuta funk que você vai comer todo mundo, assim como eu jogo banco imobiliário e não estou rica até hoje.
Mas de boa, vocês gostam, ta ok, continuem ouvindo se isso aumenta o ego de vocês, só que baixo por favor, ninguém é obrigado a ficar escutando também campeão ;)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário